Dicas para viagem de 7 dias em Fernando de Noronha

Fernando de Noronha é, sem dúvida, um dos destinos mais incríveis que temos no Brasil e ao contrário do que muitos pensam, caso consiga planejar bem sua viagem, é possível visitar o arquipélago sem desembolsar rios de dinheiro. Para ajudá-los na programação da sua viagem até essa sensacional ilha, vamos escrever neste post todo o nosso roteiro de 7 dias por Fernando de Noronha e alguns dos passeios que o destino oferece aos turistas.

fernando-de-noronha-destaque

SAIBA MAIS

Fernando de Noronha é o destino dos sonhos de muitos viajantes, isso por que o arquipélago possui paisagens maravilhosas, as praias mais lindas do mundo, uma gastronomia sensacional, povo hospitaleiro, ótimas praias para surfistas e, além disso tudo, também é considerado como um dos melhores pontos de mergulho do mundo. Formada por 21 ilhas, a visita de turistas só pode ser feita através da ilha principal, onde fica o Aeroporto de Fernando de Noronha. A ilha principal possui cerca de 3.500 habitantes, sendo que sua maioria trabalha ou depende exclusivamente do turismo, não é pra menos, Fernando de Noronha recebe aproximadamente 90 mil turistas por ano, sendo 92% composto de brasileiros e 8% de turistas de fora do país.

Além disso, o arquipélago foi declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO e conta com um rígido controle de acesso às regiões de preservação ambiental. O sucesso do turismo da ilha é tão grande que a taxa de ocupação dos hotéis e pousadas durante o ano alcançou 91% em 2016.

Poucos sabem disso, mas Fernando de Noronha tem uma importante passagem histórica na linha do tempo do nosso país. O arquipélago está localizado exatamente na rota das navegações europeias do século XVI e era lá que navegadores ingleses, franceses e portugueses aportavam durante suas viagens pelo Oceano Atlântico. A partir do século XVIII, Portugal investiu nas fortificações de Fernando de Noronha, construindo mais de 10 fortalezas em todo o território.

QUANDO IR?

Talvez essa seja a pergunta mais importante para se fazer antes de começar a planejar a sua viagem. Se você pode viajar somente nos meses de julho, dezembro e janeiro, as suas chances de pegar boas tarifas (passagens aéreas e hotel) são bastante baixas, afinal esses meses são de alta temporada, leia-se ‘férias’, no Brasil, o que acaba aumentando significativamente o valor para os turistas. Porém, se você tiver a possibilidade de viagem em períodos de baixa estação, suas chances aumentam bastante.

Para conferir as melhores opções de passagens aéreas, recomendamos o Melhores Destinos, site pioneiro no Brasil em divulgar promoções de passagens aéreas para destinos brasileiros e gringos. Vale muito a pena baixar o app do Melhores Destinos para o celular (Android e iOS), são inúmeros alertas de promoção para que você viaje mais gastando menos.

Como dissemos no início do post, planejando sua viagem com atenção, é possível conhecer Fernando de Noronha sem gastar muito. Se possível, tente fazer suas reservas entre os meses de março a junho (época que estivemos lá) e de agosto a meados de novembro. De março a junho costuma chover com maior frequência na ilha, mas isso não significa que é viagem perdida. As chuvas são intensas em alguns dias, mas ainda assim o sol aparece para você aproveitar as praias. Como se trata de uma ilha, a condição climática varia rapidamente, ou seja, se tiver uma manhã chuvosa, é possível ter uma tarde ensolarada.

Vale lembrar que os preços das pousadas variam de acordo com a demanda, isso que dizer que em alta temporada os preços são realmente mais salgados, por isso é importante que você planeje sua viagem em baixa temporada.

COMO CHEGAR?

Para chegar até Fernando de Noronha há duas opções de voos, partindo de Recife/PE ou Natal/RN, operados pelas companhias aéreas Azul e Gol. Nessa ocasião viajamos com a Azul, onde fizemos o trecho Guarulhos (São Paulo) – Recife (Pernambuco) – Fernando de Noronha. O tempo de conexão em Recife é bastante curto, o que não te faz esperar por horas e horas pelo próximo voo até o arquipélago e o voo de Recife até Fernando de Noronha tem duração média de 1h20.

roteiro-fernando-de-noronha-115

Antes de começar a caçar as passagens aéreas até Fernando de Noronha, vale a pena conferir as emissões das passagens através dos programas de fidelidade das companhias aéreas, que eventualmente acabam oferecendo algumas excelentes opções para quem é cadastrado no programa. Já houve situações em que o TudoAzul (Azul) estava oferecendo 4.000 pontos por trecho, partindo de diversas cidades brasileiras, uma condição sensacional. Portanto, fique de olho nas promoções do TudoAzul e Smiles (Gol).

ONDE FICAR?

Essa talvez seja a segunda ou terceira pergunta que mais deixa as pessoas desanimadas em irem para Fernando de Noronha e desnecessariamente. A ilha é famosa por possuir pousadas de luxo, que recebem celebridades, fazem festas incríveis e que, sinceramente é para poucos. Mas você realmente precisa ficar hospedado numa pousada assim? A resposta é: não.

Fernando de Noronha possui centenas de pousadas e para todos os tipos de hóspedes. Há desde as famosas e luxuosas, como a Pousada Zé MariaPousada Triboju, Pousada Maravilha e Pousada Maria Bonita, onde as diárias variam de R$ 1.500 a R$ 3.000, mas há também as opções mais em conta e que oferecem um serviço excelente ao hóspede como a Pousada Mar Aberto, que foi nossa opção para ficar os 7 dias em Fernando de Noronha.

roteiro-fernando-de-noronha-114

Além do preço, claro, nós escolhemos a Pousada Mar Aberto pela sua localização, afinal o deslocamento pela ilha é fundamental para que você possa conhecer as praias e fazer os passeios que Fernando de Noronha oferece. Sinceramente a pousada nos surpreendeu muito desde o início, como não estávamos nos hospedando nas famosas pousadas da ilha, confesso que nossa expectativa não era tão alta. A receptividade da equipe foi realmente incrível, assim que chegamos já fomos recebidos com um belo café da tarde, com bolos, café, sucos e frutas. Como estávamos em um grupo de 8 pessoas (4 casais), ficamos hospedados em quartos dispostos lado-a-lado.

O que gostamos bastante da equipe da Pousada Mar Aberto foi a proatividade nas programações dos nossos passeios, que falaremos melhor no tópico abaixo. Antes mesmo de chegarmos em Fernando de Noronha, já tínhamos feito a reserva dos nossos buggys (indispensáveis para quem vai ficar mais de 4 ou 5 dias na ilha), assim, logo que chegamos na pousada os veículos já estavam entregues. Aliás, anote essa dica e tente fazer o mesmo na sua viagem, tente organizar os seus passeios e buggy com antecedência. O passeio da Trilha do Atalaia, por exemplo, é limitado a um determinado número de pessoas por dia, caso não se programe, é possível que fique sem este passeio.

Além disso, todos os funcionários da Pousada assim como a Adriana (gerente e nativa da ilha), conhecem a ilha muito bem, portanto, todas as dúvidas e sugestões deles são bem-vindas.

roteiro-fernando-de-noronha-014

roteiro-fernando-de-noronha-004

Como dissemos, localização da Pousada Mar Aberto é excelente pois fica próxima à BR 363, principal via que liga os extremos da ilha, e bem próxima dos principais restaurantes da cidade, como o Restaurante Corveta,  Xica da Silva, O Pico e a Vila dos Remédios, sendo possível ir a pé sem nenhuma dificuldade.

A pousada também leva um ponto positivo pois é pet-friendly, isso quer dizer que os viajantes que estiverem indo até Fernando de Noronha com animais, podem se hospedar com o animal na pousada sem nenhum problema.

Vale a pena ressaltar que a internet em Fernando de Noronha é bastante limitada. Dependendo da sua operadora de telefonia, você pode ficar sem sinal durante toda sua permanência na ilha. Durante nossa estadia na ilha, a TIM era a operadora em que o sinal era mais abundante, mas quem estava com celular da Vivo, praticamente ficava sem sinal 3G/4G. No entanto a Pousada Mar Aberto oferece conexão wi-fi, o que ajuda muito para quem gosta de compartilhar as lindas fotos da ilha nas redes sociais.

Em resumo, nós recomendamos muito a Pousada Mar Aberto para quem estiver interessado em conhecer Fernando de Noronha, quer ficar numa pousada confortável e sem ter que gastar todo seu dinheiro. Tivemos uma experiência incrível com eles e estamos muito à vontade para recomendá-los para outros viajantes. Vale a pena também ficar de olho no site oficial, Instagram e Facebook deles, sempre há promoções para quem quer reservar em datas especiais, como o réveillon.

TAXAS

Talvez você já tenha ouvido falar, mas Fernando de Noronha é provavelmente um destinos turísticos em que mais se cobra taxa no mundo, porém, tudo isso tem uma explicação: a manutenção do arquipélago.

A taxa mais cara de Noronha é a TPA (Taxa de Preservação Ambiental), que varia de acordo com a quantidade de dias que você permanece na ilha, sendo R$ 68,74 por  pessoa/dia. Hoje em dia o pagamento da TPA pode ser feito pela internet através de boleto bancário, em até 3 dias antes do vencimento, o que facilita e agiliza o procedimento durante o desembarque no Aeroporto de Fernando de Noronha. Caso você não faça antecipadamente, é possível fazer o pagamento logo no desembarque, porém, é bem possível que você enfrente fila.

Junto da TPA, é preciso que cada turista preencha também a Ficha de Controle Migratório.
Todos os documentos e informações podem ser encontradas no site oficial de Fernando de Noronha.

Atenção: Caso faça o pagamento antecipado por boleto, não esqueça de levar todos os comprovantes em mãos para facilitar a identificação. Crianças até quatro anos de idade não precisam pagar a TPA, mas precisam ser cadastradas.

roteiro-fernando-de-noronha-104

Além da TPA, todos os turistas precisam emitir a carteirinha PARNAMAR (Parque Nacional Marinho), que lhe dá acesso às praias de Fernando de Noronha. Note que não é uma opção. O uso da carteirinha é obrigatório e checado em todas as praias da Ilha, sem ela você é realmente impedido de acessar as praias. A carteirinha é emitida em 3 pontos da ilha:

  • Centro de Visitantes do ICMBio – Al. do Boldro, s/n, Boldró
    Diariamente das 9h às 21h
  • Quiosque na praça Flamboyant ao lado da Cia da Lua
    Diariamente das 14:40h às 22h
  • Pic Golfinho – Sancho – no acesso ao Mirante dos Golfinhos e Praia do Sancho
    Diariamente das 8h às 18H30

A carteirinha PARNAMAR tem o custo de R$ 99 por pessoa (brasileiros de 12 a 60 anos) e estrangeiros pagam o valor de R$ 198 por pessoa (acima de 12 anos).

ONDE COMER?

A gastronomia de Fernando de Noronha é, sem dúvida, um dos pontos altos da ilha. Com diversas opções para os visitantes, o arquipélago oferece restaurantes para todos os bolsos e não tem como negar, se quiser comer nos restaurantes mais badalados você terá que aceitar o alto preço praticado, em torno de R$ 200 a R$ 250 reais por casal para almoço ou jantar.

Caso esteja programando ir à esses restaurantes, já vá preparado para gastar em torno desse valor. Mas fique atento, nem sempre os restaurantes mais caros significam que sejam os melhores. Para ajudá-los, vamos listar abaixo os melhores restaurantes que fomos durante nossa viagem à Fernando de Noronha.

Restaurante Xica da Silva ($$$)

Foi decisão unânime do nosso grupo como o melhor restaurante que fomos em Fernando de Noronha. Além da comida ser muito bem preparada e com um sabor incrível, o atendimento dos funcionários é de tirar o chapéu. As opções de pratos são inúmeras mas o Camarão na Moranga é espetacular! Anotem essa dica. Outro ponto positivo pra nós é que o Restaurante Xica da Silva fica bem próximo da Pousada Mar Aberto, íamos à pé sem nenhum problema.

roteiro-fernando-de-noronha-097

roteiro-fernando-de-noronha-089

Corveta ($$$)

O Restaurante Corveta, que leva o nome de uma embarcação naufragada na Ilha, foi o primeiro restaurante que fomos em nossa visita à Fernando de Noronha e também achamos excelente! Localizado na Floresta Velha, também bem próximo da Pousada Mar Aberto, o Corveta agrada pela cozinha contemporânea e um ambiente bastante agradável.

roteiro-fernando-de-noronha-080

roteiro-fernando-de-noronha-079

Restaurante Flamboyant ($$$)

Talvez esse seja o restaurante mais movimentado da ilha, afinal fica localizado bem próximo à Vila dos Remédios e bem no centro da Floresta Velha. O Flamboyant oferece uma estrutura bem legal e com um ambiente bastante amplo, porém, a nossa experiência com o restaurante foi péssima. Mesmo não estando em Fernando de Noronha em alta temporada, o atendimento deixou muito a desejar, os pratos demoram muito para chegar e alguns deles, que vieram atrasados, estavam errados. Não sabemos dizer se o restaurante é assim sempre, mas vale ficar atento, especialmente na alta temporada onde a demanda é muito maior.

O Pico ($$$)

O Restaurante O Pico foi um dos mais recomendados para irmos quando estivéssemos em Fernando de Noronha e estivemos por lá para conhecer e experimentar o jantar. O restaurante se destaca pelo ambiente, decorado com diversos itens de artesanato (muito legal por sinal) e um atendimento espetacular.

roteiro-fernando-de-noronha-035

Os pratos do restaurante variam entre risotos, lanches, saladas e sobremesas, muito bem elaborados e com um sabor excelente. A nossa opção foi um risoto de camarão, que estava muito bom! O preço é o padrão para Fernando de Noronha, cerca de R$ 200/R$ 250 por casal/refeição.

roteiro-fernando-de-noronha-036

Mergulhão ($$$$)

Na nossa opinião o Restaurante Mergulhão, localizado na Praia do Porto de Fernando de Noronha, tem a vista mais incrível da ilha para quem está comendo alguns aperitivos ou tomando um drink na hora do pôr-do-sol. Nossa dica é que você se programe para chegar ao restaurante cerca de 1 hora antes do pôr-do-sol, pegue uma mesa de frente pro mar, peça um drink e/ou aperitivos e aproveite a lindíssima vista que o lugar oferece.

Os pratos do Restaurante Mergulhão são baseados na cozinha contemporânea brasileira, com uma vasta opção de refeições com frutos do mar. Os pratos não são nada baratos, mas caso queria economizar e aproveitar o ambiente do restaurante, vale curtir a vista com um bom drink e aperitivo.

roteiro-fernando-de-noronha-059

Museu do Tubarão

Um dos lugares mais legais em Fernando de Noronha, o Museu do Tubarão, além de oferecer muitas informações sobre esse animal tão curioso, também oferece um ambiente para que os visitantes possam experimentar o famoso “bolinho de tubalhau“, que por sinal é muito saboroso.

roteiro-fernando-de-noronha-029

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, o bolinho de tubalhau não é produzido com a carne de tubarão e sim do cação, um peixe consumido no Brasil inteiro onde sua produção e consumo é 100% legalizado. Apesar do nome, ainda há pessoas que acreditam que o tal bolinho seja feito com carne de tubarão, no entanto, a preservação do animal é bastante rígida em Fernando de Noronha. Além de poder curtir o saboroso petisco e as informações do Museu do Tubarão, no “quintal” há um mirante bem legal para fazer as tradicionais fotos de Fernando de Noronha e observar o “Buraco da Raquel“, local onde, reza a lenda, a filha de um comandante da ilha se refugiava.

roteiro-fernando-de-noronha-030

roteiro-fernando-de-noronha-057

Pizzaria Muzenza ($$)

A Pizzaria e Espaço Cultural Muzenza fica localizada ao lado da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios. O lugar é bastante simples e sua comida também, porém, por um preço salgado.
Não espere fazer uma refeição apetitosa no Muzenza. O local é ideal para quem quer curtir uma noite mais agitada, com música ao vivo. Já a comida deixa a desejar e não é tão barato assim. A pizza que comemos custava R$ 80 e quase não havia recheio. Não recomendamos.

Bar do Meio ($$$)

Uma excelente opção para quem estiver de passeio na Praia da Conceição. O Bar do Meio oferece uma estrutura bem legal e um pôr-do-sol fantástico, além de alguns drinks, petiscos, música, comida e tudo isso de frente ao mar de Fernando de Noronha, com algumas mesas decoradas com luz de velas.

roteiro-fernando-de-noronha-010

O QUE FAZER?

Como vimos, além de ser um destino excelente para aproveitar a gastronomia local, Fernando de Noronha se destaca também pela quantidade de atividades ao ar livre que podem ser realizadas durante a visita ao arquipélago. Em nossa viagem de 7 dias pela ilha, citaremos abaixo as principais atividades que fizemos e que pode ajudá-lo ao montar o seu roteiro de viagem para Noronha.

Praias e Mirantes

Os grandes atrativos de Fernando de Noronha certamente são as suas praias, por isso, vamos falar sobre cada uma das 14 praias do arquipélago. Para ajudá-lo a encontrar visualmente cada um dos lugares, criamos o mapa abaixo onde é possível navegar e conhecer os principais pontos da nossa viagem.

O acesso à cada uma das praias varia bastante, por isso, é importante e indicado que os visitantes utilizem os buggys para poder acessar cada uma delas.

O valor do aluguel do buggy pode variar bastante, assim como o estado de conservação do veículo. Chegamos a ver alguns buggys bem destruídos por lá, no entanto, o valor médio do aluguel é de R$ 250-300 por diária. Caso esteja indo em apenas duas pessoas e para poucos dias, talvez não faça sentido o aluguel do buggy. No entanto, se estiver indo com amigos para Fernando de Noronha, vale a pena dividir o custo do buggy (cada veículo suporta até 4 pessoas). Veja abaixo algumas imagens do buggy que alugamos:

roteiro-fernando-de-noronha-064

roteiro-fernando-de-noronha-062

Praia do Sancho

Este ano, pela terceira vez, a Praia do Sancho em Fernando de Noronha foi eleita como a praia mais bonita do mundo pelo TripAdvisor. Com certeza é a praia mais conhecida do arquipélago e a sua paisagem, vista do mirante, é realmente indescritível.

Para chegar até a areia da praia, é preciso descer alguns lances de escadas de ferro fixadas das paredes de rocha do paredão da praia. Apesar de não haver grandes dificuldades para descer/subir, as escadas limitam o acesso aos idosos. No entanto, a vista lá de cima é incrível!

A praia é indicada para quem gosta de fazer snorkeling, mergulho livre ou para quem quiser ficar na areia apenas. Vale ressaltar que a praia não tem nenhuma infraestrutura como banheiros, bares, restaurantes, etc.

roteiro-fernando-de-noronha-107

roteiro-fernando-de-noronha-106

Mirante Dois Irmãos

Poderia apostar que você já viu a foto desse lugar antes, seja na televisão, internet ou documentários, certo? O Morro Dois Irmãos são duas formações rochosas que ficam exatamente em frente à Praia Cacimba do Padre, porém, a vista é muito mais privilegiada através do mirante.

roteiro-fernando-de-noronha-105

Aliás, fica aqui uma dica interessante: Quando for fazer o seu check-in do voo até Fernando de Noronha, opte por ficar na janela do lado esquerdo da aeronave, assim você poderá ver o Morro dos Dois Irmãos da sua poltrona quando a aeronave estiver pousando em Noronha.

A chegada até o Mirante Dois Irmãos é bastante simples e o caminho é muito bem sinalizado por placas e avisos. Vale a pena ficar atento, pois em alta temporada o lugar é altamente disputado por casais para fazer fotos com o Morro ao fundo.

roteiro-fernando-de-noronha-108

Praia Cacimba do Padre

Como dissemos, a Praia Cacimba do Padre abriga o Morro Dois Irmãos e é uma das praias mais desejadas para a prática do surf na ilha, especialmente entre os meses de dezembro e abril.

20170327_085118

A praia, com quase 500 metros de extensão, é uma ótima opção também para os banhistas que gostam de curtir o visual e o barulho do mar. Durante o dia a Barraca das Gêmeas fica aberta e oferece inúmeras opções de bebidas e comidas para os visitantes. Além disso, é através da Praia Cacimba do Padre é possível acessar a Baía dos Porcos, um dos lugares mais lindos de Fernando de Noronha. Para acessar a baía é preciso enfrentar uma pequena trilha de aproximadamente 5 minutos, sem dificuldades, porém, vale ficar atento à maré.

roteiro-fernando-de-noronha-110

Se tiver sorte, é possível ver a desova das tartarugas marinhas, uma das atividades mais emocionantes que você pode ver em Fernando de Noronha. Para checar a informação, fique de olho no site oficial do Projeto Tamar.

Baía do Sueste

A Baía do Sueste é uma das praias com a melhor infraestrutura da Ilha, contando com um pequeno restaurante, uma loja com souvenir e até um estabelecimento para aluguel de máscaras, coletes e snorkel para os visitantes. Mesmo possuindo uma maior infraestrutura, a Baía do Sueste é muito interessante para quem gosta de praticar snorkeling em águas calmas e ainda assim poder ver animais marinhos, como pequenos tubarões, raias, lagostas e pequenos cardumes, porém, infelizmente a visibilidade dessa praia não costuma ser tão boa em grande parte do ano e há delimitação de área para os visitantes.

Praia do Leão

Esta é uma das praias de maior difícil acesso de todo o arquipélago de Fernando de Noronha e também uma das mais perigosas, diga-se de passagem. Por ser bastante afastada e não possuir nenhum tipo de base de apoio próximo, alguns banhistas e aventureiros tentam desbravar as águas do mar da Praia do Leão e infelizmente já aconteceram algumas mortes nessa região, mesmo com os diversos avisos presentes.

roteiro-fernando-de-noronha-111

Nossa dica é para que vá somente até o mirante, onde é possível ter uma visão belíssima da praia. Tire algumas fotos, aproveite o visual e vá aproveitar outra praia, especialmente se estiver com crianças.

Praia do Porto Santo Antônio

Uma das praias que mais gostamos de ficar em Fernando de Noronha! A Praia do Porto pode assustar pelo nome, afinal, você logo imagina diversos barcos e navios atracados lá, certo? Sim, e a praia surpreende justamente por conta disso. São algumas dezenas de embarcações, de pequeno porte claro, no Porto Santo Antônio e ainda assim a água consegue ser totalmente cristalina e abrigar dezenas de espécies de animais marinhos em abundância.

roteiro-fernando-de-noronha-043

Essa praia também oferece uma boa infraestrutura, com alguns pequenos restaurantes no pé da areia e o Restaurante Mergulhão logo acima. Essa é uma das praias que você pode curtir o sol, tomar uma bebida, comer uma porção, aproveitar a água calma e ainda ter a oportunidade de ver tartarugas marinhas a poucos metros de você. É sensacional!

Para os que gostam de snorkeling, na Praia do Porto Santo Antônio há um naufrágio raso cerca de 200 metros mar adentro. Vale procurar.

É dessa praia também que saem todas as embarcações de Fernando de Noronha.

Praia do Cachorro

A Praia do Cachorro abriga um dos cartões postais clássicos de Fernando de Noronha, com visão privilegiada para o Morro do Pico, o ponto mais alto da ilha. É um excelente lugar para os visitantes curtirem o mar, porém vale ressaltar que a praia não possui uma grande faixa de areia, somente pequenas pedras que exigem atenção de quem andar por elas.

roteiro-fernando-de-noronha-092

Além disso, é na Praia do Cachorro que está o Buraco do Galego, uma formação rochosa que criou uma pequena piscina natural onde banhistas entram para tirar fotos e aproveitar o contato com a natureza. Atenção: embora muitos turistas se aventurem pulando no Buraco do Galego, é preciso ter muito cuidado, afinal é tudo formação rochosa e um deslize pode ser fatal. Aliás, segundo os próprios residentes de Fernando de Noronha, o local leva esse nome pois um nativo – apelidado de Galego – tentou pular no buraco do alto das rochas e acabou morrendo.

roteiro-fernando-de-noronha-093

Praia da Conceição

Para os visitantes que estiverem hospedados próximo à Vila dos Remédios, a Praia da Conceição é uma excelente opção pois fica bastante próximo do bairro. Com fácil acesso para quem está a pé, a Praia da Conceição abriga, na minha opinião, um dos bares/restaurantes mais legais de toda a ilha de Fernando de Noronha, o Bar do Meio.

roteiro-fernando-de-noronha-112

Por ser uma praia bastante extensa, com mais de 1 km de comprimento, a Praia da Conceição é interessante para os que gostam de caminhar em meio à natureza. Vale lembrar que o pôr-do-sol na Praia da Conceição é espetáculo à parte.

Pôr-do-Sol

Fernando de Noronha é um destino extremamente natural, praticamente tudo que envolve a ilha tem relação com natureza e o pôr-do-sol é um espetáculo que você pode apreciar de alguns pontos específicos da ilha. O Forte do Boldró é um dos lugares mais interessantes pra você registrar um pôr-do-sol e, quem sabe, pedir alguém em casamento. Abaixo, a foto dos nossos amigos Tiago e Milena, registrada durante nossa viagem.

por-do-sol-fernando-de-noronha-viagens-incriveis

Outro lugar bem legal para apreciar esse espetáculo da natureza é a Praia do Porto, uma praia bem simples localizada no próprio Porto de Fernando de Noronha. Nossa dica para aproveitar bem o lugar é chegar cedo, pegar algumas cadeiras, fazer um snorkel na baía e depois aguardar o pôr-do-sol. Como falamos antes, a quantidade de animais aquáticos que podem ser vistos nessa praia é incrível, como tubarões (lixa ou limão), raias, polvos, tartarugas e diversos tipos de peixes, tudo isso em grandes quantidades.

Mergulhos

Embora algumas pessoas não saibam, Fernando de Noronha é considerado um dos melhores lugares do mundo para a prática de mergulho, isso por que desde a década de 80 há um grande esforço para que a vida marinha seja preservada no local, isso garante que o visitante consiga ver uma enorme variedade de animais na região. Além disso, as águas cristalinas e com temperatura média de 27ºC do arquipélago oferecem uma visibilidade incrível, fazendo com que o mergulho seja perfeito até mesmo para quem está mergulhando pela primeira vez.

Durante nossa estadia em Fernando de Noronha tivemos a oportunidade de fazer alguns mergulhos com a melhor agência de mergulho do local, a Atlantis Divers. Antes mesmo de chegarmos em Noronha, já tínhamos ouvido diversas recomendações da Atlantis e isso nos deixou muito mais seguros, principalmente por que seria o primeiro mergulho de alguns de nós.

roteiro-fernando-de-noronha-069

Como estávamos em um grupo de 6 pessoas, conseguimos negociar com a Atlantis Divers e ter um barco para todo o nosso grupo. É importante ressaltar que os mergulhos de batismo, ou seja, para os que não possuíam certificação de mergulho, é feito sempre com um instrutor. Na ocasião, tínhamos 3 pessoas com certificação e 3 pessoas que fariam o mergulho de batismo. A título de informação, embora eu já tenha feito outros mergulhos anteriores, por exemplo, até que eu faça e obtenha a certificação oficial, todos meus mergulhos serão obrigatoriamente de batismo.

A embarcação da Atlantis Divers é bastante grande/confortável e toda sua equipe bastante simpática. Todos os instrutores nos deixaram bastante seguros de todos os procedimentos que faríamos e durante o trajeto até o local de mergulho, passam um briefing bastante completo sobre o mergulho, como os sinais debaixo d´água, o que fazer, o que não fazer, e um tira dúvidas, claro.

Nós fizemos 2 mergulhos de 30 minutos, ambos na Ressurreta, localizada entre as Ilhas Rata e Ilha do Meio, um local considerado “raso” (aproximadamente 15 metros) , porém, com grande variedade de animais, como tubarões, lagostas, Frades, Garoupas, tartarugas, polvos, entre inúmeros outros! Sem dúvida uma experiência sensacional, mesmo para quem já é acostumado a mergulhar em outros lugares. Lembre-se, estamos falando de um dos melhores locais para a prática do mergulho no mundo!

Veja abaixo o resumo do mergulho da equipe do Viagens Incríveis em Fernando de Noronha:

O custo dos mergulho variam de acordo com o perfil do cliente. Caso já possua certificação de mergulho, o custo é de R$ 440 e para os iniciantes, o mergulho de 30 minutos custa R$ 550, incluso o valor do instrutor 100% do tempo com o cliente, que é obrigatório. No entanto, caso o cliente já possua certificação e tenha algumas experiências comprovadas, há outras opções de mergulho como o naufrágio da Corveta Ipiranga V17, uma embarcação da Marinha do Brasil que afundou em 1983 e hoje está a 63 metros de profundidade, sendo um dos naufrágios mais cobiçados do mundo para mergulho.

Muitas pessoas acabam não fazendo o mergulho por medo, insegurança, entre outros, porém, é preciso deixar claro que o a prática do mergulho deve ser muito bem programada, minimizando os riscos e só realizada diante das circunstâncias ideais. Caso você esteja com medo/insegurança de fazer o mergulho, sugiro que vá até a Atlantis Divers alguns dias antes e converse com a equipe, tire todas as suas dúvidas, afinal, só assim você poderá se sentir mais seguro para fazer esse passeio indescritível em Fernando de Noronha.

Trilha do Atalaia

Essa foi uma das atividades que mais nos recomendaram fazer em Fernando de Noronha e sempre com um alerta: fazer o agendamento com bastante antecedência. Confesso que estava achando um pouco exagero mas só quando chegamos em Noronha entendemos da necessidade do agendamento.

Como dissemos no começo desse post, Fernando de Noronha tem recebido cada vez mais turistas e sua estrutura ambiental precisa ser preservada. Isso quer dizer que há alguns locais do arquipélago que não são de livre acesso, ou seja, sem o agendamento prévio não é possível visitar, como é o caso da Trilha do Atalaia.

roteiro-fernando-de-noronha-086

Como estávamos em baixa temporada, conseguimos fazer nosso agendamento com 3 dias de antecedência, mas vale questionar a sua pousada sobre esse passeio e tentar o agendamento com a maior antecedência possível. Além da alta procura pelos turistas, é preciso verificar como vai estar a maré para o dia desejado. Caso seja maré alta o passeio pode não acontecer, fique de olho!

A Trilha do Atalaia é composta por duas partes, a trilha curta e a trilha longa. A curta é indicada para todos, sem nenhuma restrição – de crianças à idosos, e o seu final é uma bela piscina natural, que permite mergulho monitorado e que os turistas usem coletes.

Já a trilha longa é a continuação da trilha curta, porém, a partir da piscina natural o trecho é muito mais difícil (entre pedras/rochas escorregadias/mato/penhascos) e que exige um preparo físico maior, afinal são 5 horas de caminhada sob o sol ou chuva. Para esse trajeto é obrigatória a presença de um guia local, que além de oferecer segurança, passa muitas informações sobre a região.

Apesar das dificuldades a Trilha do Atalaia é maravilhosa! Com diversas paradas durante todo o trajeto, a trilha oferece um visual deslumbrante da face leste do arquipélago. A trilha é indicada também para quem gosta de natureza, afinal, durante todo o percurso é possível ouvir pássaros e entrar nas demais piscinas naturais do local. Como o acesso é controlado, é preciso ter bastante cuidado para não deixar lixo ou sujeira pela trilha.

roteiro-fernando-de-noronha-083

É altamente recomendado que os visitantes levem garrafas d´água para o passeio, façam um café da manhã bem reforçado, usem roupas leves/claras/confortáveis, além de muito protetor solar. Como estávamos indo em um dia extremamente quente, levamos garrafas de água congelada, assim ela descongelaria durante o trajeto e permaneceria gelada, anote essa dica! Além disso, nem pense em ir de chinelos para a trilha, use sapatos velhos ou que possam entrar na água, se tiver chovido recentemente, você encontrará poças de lama, mas faz parte da aventura.

Volto a ressaltar que a trilha longa deve ser feito apenas para quem tem ao menos alguma experiência com trilhas e resistência para 5 horas de caminhada.

Passeio de Barco

Uma das atividades que mais nos recomendaram fazer em Fernando de Noronha foi o passeio de barco pelo arquipélago. Foram dezenas de pessoas nos dizendo que deveríamos fazer esse passeio e fomos em busca de informações.

Há diversas empresas que fazem esse passeio pela ilha, inclusive com preços variados. Acabamos optando por fazer o passeio com a Trovão dos Mares, pois haviam nos recomendado e eles ofereciam a opção de almoço (buffet completo) durante o passeio, inclusive com peixes frescos.

O passeio é feito em torno de 5 horas, com saídas pela manhã, e passa pelos principais pontos do Mar de Dentro de Fernando de Noronha, veja a rota abaixo:

roteiro-fernando-de-noronha-113

Durante todo o trajeto a equipe, bastante bem-humorada, do barco passa todas as informações dos pontos, citando fatos históricos e algumas lendas, claro.

Antes de fazer a reserva do seu passeio, verifique a previsão do tempo e evite fazer o tour em dias chuvosos, caso contrário será um passeio perdido e dinheiro jogado fora. O barco oferece uma boa estrutura aos passageiros, com uma cozinha adaptada, banheiros, bebidas à bordo (pagas à parte) e buffet à vontade durante o almoço.

roteiro-fernando-de-noronha-049

roteiro-fernando-de-noronha-051

Durante o período do almoço o nosso barco atracou na Praia do Sancho, onde foi possível praticar snorkeling por cerca de 40 minutos, até que fosse servido o almoço. Isso quer dizer que o passeio vale tanto para os que desejam fazer as atividades dentro d´água até os turistas que quiserem aproveitar o sol de dentro da embarcação.

Para quem gosta de ver os animais livre em seu habitat, durante o passeio é possível ver dezenas de golfinhos acompanhando o barco e até mesmo dando seus pulos magníficos na água. É emocionante!

roteiro-fernando-de-noronha-045

O almoço oferecido pela Trovão dos Mares consistia em salada completa, peixes grelhados/crus, arroz e algumas frutas. Confesso que não é nenhum almoço espetacular e esperava mais, diante do preço pago pelo passeio, mas é o suficiente para uma alimentação.

O valor do passeio é de R$ 250 por pessoa e R$ 125 para crianças de 6 a 10 anos de idade. Está longe de ser um passeio barato, afinal, uma família de 4 pessoas desembolsaria R$ 1.000 pelo passeio, no entanto, é uma atividade bastante proveitosa e oferece uma visão lindíssima de todo o arquipélago de Fernando de Noronha.

Forte de Nossa Senhora dos Remédios

O Forte de Nossa Senhora dos Remédios em Fernando de Noronha é uma das construções mais antigas do arquipélago para se visitar. Sua construção é datada em  meados de 1730 e seu principal objetivo era proteger a ilha de eventuais invasões, especialmente por estar 45 metros acima do nível do mar, o que lhe dava uma visão bastante ampla.

Hoje, o que restou da fortificação é ponto turístico de Fernando de Noronha, onde é possível ver como eram feitas as construções da época, além de encontrar algumas prisões e canhões espalhados em todo o espaço.

O passeio vale muito a pena, especialmente em dias ensolarados (que infelizmente não foi o nosso caso), pois é possível ter uma visão privilegiada da ilha. Além disso, o local é muito bonito para tirar algumas fotos. É uma ótima dica para quem quer saber um pouco mais da história de Fernando de Noronha, é uma pena que não há guias locais para dar explicações mais detalhadas da fortificação e sua importância para o arquipélago.

Autor: Matheus Giácomo

Entusiasta da fotografia e publicitário de profissão, sou um viajante frequente pelo mundo com vontade de desbravar países e continentes a cada nova oportunidade.

Compartilhe este post em
  • Zazá Lee

    Excelente sua matéria.
    Muito esclarecedora para o viajante .